Brasil Destinos Roteiros de Viagem serra gaúcha

Roteiro de 2 dias no Vale dos Vinhedos | Serra Gaúcha

Visitar o Vale dos Vinhedos na serra gaúcha é um convite a apreciar os melhores vinhos e espumantes do país, experimentar a deliciosa culinária italiana e admirar as belezas naturais da região. Além de ser a oportunidade perfeita de aprender mais sobre a imigração italiana no sul do Brasil, que deixou uma rica herança na produção de vinhos da região.

vale dos vinhedos - turismo - bento gonçalves

Entenda a origem do Vale dos Vinhedos

O Vale dos Vinhedos começou a tomar forma no fim do século 19, quando famílias italianas da região de Vêneto se mudaram para a serra gaúcha em busca de oportunidades melhores. Quando eles chegaram na região de Bento Gonçalves, encontraram uma área pouco desenvolvida e ainda dominada pela mata virgem. Pouco a pouco eles começaram a colocar em prática os seus conhecimentos no cultivo das uvas e na produção do vinho. Inicialmente as vinícolas produziam o vinho para o consumo próprio e vendiam apenas o excedente. No entanto, com o tempo a produção aumentou e muitas das casas se tornaram nomes reconhecidos no mercado nacional e internacional, como é o caso da Casa Valduga, Miolo e Aurora.

vale dos vinhedos - vinícolas - bento gonçalves

Situado a apenas 3 quilômetros do centro de Bento Gonçalves, hoje o Vale dos Vinhedos conta com mais de 30 vinícolas entre pequenos produtores e marcas renomadas. O mais legal é que os vinhos produzidos no Vale apresentam o selo de dominação de origem, que atesta a sua qualidade. Dessa forma, Bento Gonçalves é considerada a maior produtora de vinhos e derivados da uva do Brasil. Sem dúvida um lugar no sul do país que merece ser visitado. Abaixo eu compartinho o meu roteiro de dois dias no Vale dos Vinhedos com muitas dicas e fotos.

O que fazer no Vale dos Vinhedos

DIA 1

Almoço na Casa di Paolo

A nossa chegada em Bento Gonçalves foi debaixo de chuva, conforme a previsão. Por sorte, já perto da entrada para Bento Gonçalves nós avistamos a famosa galeteria Casa DiPaolo. A comida caseira e saborosa em um ambiente aconchegante era tudo o que nós precisávamos para começar com o pé direito o nosso passeio no Vale dos Vinhedos. A casa serve tanto o galeto tradicional, com direito a frango, pratos variados de massa, polentas e salada, quanto um menu a la carte. Eu acabei optando pelo delicioso Tortéi com molho vermelho, pois não estava a fim de tanta comilança.

casa dipaolo - vale dos vinhedos - turismo - bento gonçalves

Check in no Hotel Laghetto

Depois do almoço nós seguimos até o Hotel Laghetto Viverone, localizado no coração de Bento Gonçalves. Quando chegamos no quarto nos surpreendemos com a vista panorâmica da cidade, conforme a foto abaixo. Gostamos do serviço e das acomodações de hotel, que conta com uma academia, duas jacuzzi, café da manhã incluso e um restaurante. Outra opção de estadia popular na região é o Hotel Villa Michelon.

Visita guiada na vinícola Casa Valduga

Depois do check in no hotel resolvemos fazer a nossa primeira visita guiada no Vale dos Vinhedos. Por recomendação de amigos, o nosso primeiro tour foi na Casa Valduga. Enquanto a chuva caia lá fora, nós percorríamos o subsolo da vinícola, onde ficam estocados os vinhos tinto, branco, rosé e os espumantes. Uma enóloga acompanhou o nosso grupo explicando sobre a história da casa e o processo de produção dos seus vinhos. Ao longo do percurso nós tivemos a oportunidade de experimentar dois vinhos tintos, um branco e dois espumantes. A visitação custa 40 reais e ocorre diariamente de uma em uma hora. Confira os horários no site.

casa valduga - vale dos vinhedos - turismo - bento gonçalves
casa valduga - vale dos vinhedos - turismo - bento gonçalves
casa valduga - vale dos vinhedos - turismo - bento gonçalves

Depois de retornar do passeio acabamos jantando uma sopa no pão bem gostosa no Restaurante Viverone, que fica dentro do Hotel Laghetto.

DIA 2

Queijaria Valbrenta

O nosso segundo dia começou com um café da manhã reforçado no Hotel Laghetto. Depois pegamos a RS 444, também conhecida como estrada do vinho, rumo a vinícola Miolo. No entanto, na estrada da Vindima Km 16, nós avistamos a Queijaria Valbrenta. Não hesitamos em parar ali para conferir os queijos caseiros da região. Levamos para casa um queijo Gouda e um outro fundido com tomate seco, orégano e pimenta. Também ficamos tentados a experimentar as geleias, sucos de uva e biscoitos da casa, mas resistimos a tentação. Afinal, nessa região se você se deixar levar pelas delícias locais voltará para casa com os bolsos vazios e uns bons quilos a mais.

queijaria valbrenta - vale dos vinhedos - turismo - bento gonçalves

Visita e compras na Vinícola Miolo

Como o nosso segundo dia no Vale dos Vinhedos também amanheceu chuvoso, resolvemos visitar a Vinícola Miolo só para ver a propriedade e fazer umas compras na loja. Como fizemos a degustação na Casa Valduga no dia anterior, achamos melhor não repetir o tour e investir o dinheiro nos vinhos. Compramos o Viho Licoroso Miolo Late Harvest (2012) e um da coleção Reserva Miolo. Ambos super aprovados. Se você tiver mais sorte do que nós e visitar a Miolo em um dia de sol, poderá curtir um piquenique no seu Wine Garden com a bela vista dos parreirais.

vinícola miolo - vale dos vinhedos - bento gonçalves -turismo
vinícola miolo - vale dos vinhedos - bento gonçalves -turismo
vinícola miolo - vale dos vinhedos - bento gonçalves -turismo
vinícola miolo - vale dos vinhedos - bento gonçalves -turismo

Visita ao Hotel e Spa do Vinho

O Hotel e Spa do Vinho Autograph Collection é um dos destaques do Vale dos Vinhedos. É difícil não reparar no requintado casarão localizado no alto de uma colina bem em frente à Vinícola Miolo. Eu fiquei curiosa e resolvi investigar se era possível visitar o local mesmo sem estar hospedada lá. Descobrimos que pagando 10 reais de estacionamento era possível subir de carro até a entrada para apreciar a vista dos parreirais, que por sinal é lindíssima. Também aproveitamos para conferir o lobby do hotel, que conforme o esperado era muito chique e estava decorado para o natal.

Se você quiser investir um pouco mais na acomodação, essa pode ser uma boa opção para a sua hospedagem no vale. O Hotel e Spa do Vinho conta com uma adega com mais de 700 rótulos nacionais e internacionais. Além de uma área para relaxar, uma piscina aquecida, uma sauna, trilha de pedras, um solário com a vista panorâmica do vale e vários restaurantes. A diária mais em conta fica em torno de 850 reais. 

hotel e spa do vinho - vale dos vinhedos - bento gonçalves - turismo
hotel e spa do vinho - vale dos vinhedos - bento gonçalves - turismo
hotel e spa do vinho - vale dos vinhedos - bento gonçalves - turismo
hotel e spa do vinho - vale dos vinhedos - bento gonçalves - turismo

Caminhos de Pedra

O Caminhos de Pedra é uma outra atração turística popular da região de Bento Gonçalves. Ao longo de um percurso de 12 km você pode conferir várias casas típicas italianas, construídas a base de pedras e madeira. Há atrações como a Casa da Ovelha, a Casa do Tomate e a Casa da Erva-Mate, assim como inúmeros restaurantes tradicionais.

Depois de visitar o Spa do Vinho nós seguimos na estrada Caminhos de Pedra até a Casa Vanni, um restaurante típico de imigrantes italiano que nos foi muito bem recomendado. Chegando lá, infelizmente descobrimos que a casa fecha durante todo o mês de dezembro. No entanto, o local com um jardim externo parece muito legal e os pratos no Instagram são de babar. Portanto, se você gosta de massas e risotos, não deixe de passar lá.

Passeio de Trem Maria Fumaça

Um dos passeios mais populares da serra gaúcha é o do trem Maria Fumaça. A antiga locomotiva percorre 23 quilômetros a partir de Bento Gonçalves, parando em Garibaldi e terminando o percurso em Carlos Barbosa. Durante quase todo o caminho o trem fica cercado por mata fechada, portanto o entretenimento fica por conta dos atores e músicos que interagem com o público. Eles fazem encenações arrancando risadas, cantam e dançam músicas típicas italianas. Também há um pequeno ato de música gauderia. Além disso, na estação de trem há música ao vivo e degustação de espumante e suco de uva. O passeio, que até parece uma viagem ao passado, é agradável e divertido.

trem maria fumaça - bento gonçalves - turismo
trem maria fumaça - bento gonçalves - turismo
trem maria fumaça - bento gonçalves - turismo
trem maria fumaça - bento gonçalves - turismo
trem maria fumaça - bento gonçalves - turismo
trem maria fumaça - bento gonçalves - turismo

Também incluso no ingresso está a visita ao Parque Temático Epopeia Italiana, que conta a história da imigração italiana através da narrativa de um ator e da imersão em nove cenários de teatro. A experiência interativa é uma ótima forma de aprender mais sobre o povoamento de Bento Gonçalves.

museu da epopeia italiana - bento gonçalves

Informações sobre o passeio de Trem Maria Fumaça

  • O ingresso pode ser comprado antecipado pelo site oficial ou na hora
  • Na alta temporada o ideal é comprar antecipado, pois a procura é grande
  • O valor do ingresso na baixa temporada é 96 reais (março e abril) e na alta é 135 reais
  • No valor do ingresso está incluso a degustação de vinho e espumante, mas não espere abundância
  • Também está incluso no ingresso a visita ao Parque Temático da Epopeia Italiana, que fica ao lado da estação de Trem em Bento Gonçalves
  • O trem parte de Bento Gonçalves, passando por Garibaldi e terminando em Carlos Barbosa
  • É possível fazer o percurso inverno partindo de Carlos Barbosa
  • O passeio dentro do trem leva cerca de 1h30, contando com as paradas
  • O retorno para Bento é de ônibus e dura cerca de 30 minutos

Jantar no Restaurante Pirandello

Fechamos o nosso roteiro de 2 dias no Vale dos Vinhedos com chave de ouro jantando no Restaurante Pirandello em Bento Gonçalves. Comida caseira, bem servida e muito saborosa. Acompanhada de um bom vinho, é claro.

Quando visitar o Vale dos Vinhedos

Visite o vale no verão quando os parreirais estão verdinhos e carregados de uva. Entre janeiro e março ocorre a Vindima (colheita) e região fica ainda mais cheia de atrações.

Veja também

Se você tiver mais tempo do que nós, visite também vinícolas menores e familiares, como a Don Laurindo e a Lídio Carraro. Confira também a Almaúnica, umas das vinícolas mais modernas da região. Já no Vale do Rio das Antas você pode fazer a visita aérea, através de passarelas, na Vinícola Salton.

Leia mais

Esse foi o meu roteiro de 2 dias pelo Vale dos Vinhedos. Se você gosta de visitar regiões produtoras de vinho, confira também os meus roteiros em Bordeaux (França) e na Toscana (Itália).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: