Destinos Europa inglaterra londres

Tate Modern: 7 razões para visitar o museu de arte moderna de Londres

Se você gosta de arte moderna, vistas panorâmicas e instalações criativas, não pode deixar de visitar o Tate Modern, uma das principais atrações turísticas de Londres. Desde o ano da sua inauguração em 2000 este museu de arte moderna já recebeu mais de 40 milhões de visitantes, superando as expectativas dos seus fundadores. Localizado em uma antiga usina elétrica, o museu conta com um acervo permanente de arte contemporânea internacional e exibições temporárias. Em 2016, o Tate Modern ganhou uma extensão, um prédio que vai até o décimo andar e conta com mais salas dedicadas a mostras de arte, bares, restaurantes e um terraço com uma vista panorâmica de Londres.

Além do prédio icônico e do seu rico acervo de arte, o Tate Modern se beneficia de uma localização estratégica às margens do Rio Tâmisa, de frente para a Millennium Bridge e oposto à St. Paul Cathedral.  Com certeza,um lugar que não pode ficar de fora do seu roteiro turístico por Londres. E o melhor, a entrada é gratuita. Só é necessário pagar se você quiser ver alguma exibição especial, como a do Picasso que pode ser conferida até o dia 9 de setembro de 2018. Como uma boa londrina, eu já visitei o Tate Modern inúmeras vezes e nunca canso de voltar  lá. Nesse post eu compartilho com você 7 razões para visitar o Tate Modern, o museu de arte moderna e contemporânea de Londres.

1. Ver exibições de arte moderna

Certo, vamos começar essa lista com algo bem óbvio. Se você vai visitar um museu de arte moderna e contemporânea, talvez seja uma boa ideia conferir as suas exibições de arte. Fique de olho no site para ficar por dentro das exibições  temporárias, que exigem um ingresso. Por exemplo, até 2 de abril de 2018 o Tate Modern exibe uma retrospectiva do trabalho do artista Modigliani. Entre março e 9 de setembro você pode conferir as obras de Picasso do ano de 1932. E até 5 de agosto os visitantes do museu podem conferir uma mostra sobre artista Joan Jonas, pioneira em obras de performance e vídeo.

O acervo permanente está dividido em 9 categorias, que incluem:

  1. Media Networks: Os artistas do Tate revelam através da arte o impacto da Comunicação de Massa na sociedade.
  2. In the Studio: Uma investigação sobre o processo utilizado pelos artistas para criar arte e como a reação das pessoas contribui com a obra.
  3.  Artist and Society: Obras de arte da coleção do Tate relacionadas a um determinado contexto político e social.
  4. Materials and Objects: Conheça o trabalho de artistas do acervo do Tate que usaram materiais e métodos incomuns nas suas obras.
  5. Star Displays: Confira algumas das criações artísticas mais populares já exibidas no Tate Modern.
  6. Living Cities: Artistas ao redor do mundo analisam o panorama das cidades modernas através de diversos trabalhos.
  7. Between Object and Architecture: Trabalhos que propõem a criação de um diálogo entre os materiais e o espaço ocupado pelos prédios comuns.
  8. Performer and participant: Descubra como artistas atuantes entre os anos 60 e 90 criaram novos espaços dedicados a interação.
  9. Recent Aquisitions: Veja os trabalhos mais recentes adquiridos como parte do acervo do Tate.

Conferir instalações de arte contemporânea

Uma das coisas mais legais sobre o Tate Modern é que ele conta com o Turbine Hall,  um espaço amplo (3.300 m2) utilizado para exibir as mais variadas e criativas instalações artísticas. Entre o fim de 2017 e 2 de abril de 2018 a rampa de entrada do museu foi coberta por um tapete listrado colorido e na parte sul do hall de entrada foram instalados balanços com três assentos. A obra é assinada pelo coletivo de artistas dinamarqueses SUPERFLEX  e o patrocínio é da Hyundai Motor.

Eu estive lá algumas vezes durante esse período e adorei sentar na rampa e observar os adultos e as crianças brincando de rolar rampa abaixo. Os balanços a três também são divertidos, mas eram muito disputados nos finais de semana.

tate modern - londres - instalação de arte - pontos turísticostate modern - londres - instalação de arte - pontos turísticos


Leia também: 20 lugares que você não pode deixar de visitar em Londres


3. Fotografar a vista panorâmica de Londres

Essa é uma das minhas atrações favoritas do Tate Modern, pois eu adoro ver qualquer cidade do alto. E mesmo morando em Londres e já tendo passado por esse terraço algumas vezes, eu sempre me surpreendo com a paisagem. Suba até o último andar do prédio novo (Blavatnik Building) e faça uma volta de 360 graus pela sacada para ver Londres dos mais variados ângulos. Além de curtir a vista panorâmica da cidade, esse é um ótimo lugar para tirar belas fotos. Observe o Rio Thâmisa, a Millennium Bridge, a St Paul’s Cathedral, o prédio “Wakie Talkie”, o bairro de Canary Wharf e o estádio de Wembley.

Catedral st paul - terraço tate modern - londres - pontos turísticosmillennium bridge - terraço tate modern - londres - pontos turísticoscity of london - terraço tate modern - londres - pontos turísticos

4. Tomar um drink no bar

Tem algo melhor do que tomar uma cerveja ou uma taça de vinho em um bistrô com uma vista panorâmica de Londres? Portanto, depois de visitar o terraço e tirar muitas fotos você não pode deixar de passar no bar logo abaixo para beber algo  e curtir a paisagem. O restaurante abre diariamente (exceto nas segundas) do meio dia às 15h. Na sexta e o no sábado ele também abre entre 18h e 21h30. Em ambos os prédios também há opções para tomar um café e ou fazer um lanche mais simples.

bar - tate modern - londres - pontos turísticos

5. Explorar os arredores: Millennium Bridge + St. Paul

O Tate Modern por si só é uma atração incrível em Londres, mas o fato de ele estar localizado às margens do Rio Tâmisa, exatamente de frente para a Millennium Bridge e oposto à St Paul Cathedral o torna ainda mais interessante. Não apenas porque você pode apreciar essa bela paisagem do terraço do museu, mas também porque você pode começar ou terminar o passeio com uma caminhada agradável pela beira do rio. Cruze a Millennium Bridge para observar a Tower Bridge bem de longe e o prédio icônico Shard. Se você estiver com tempo pode esticar a caminhada até a região de Southbank, que fica pertinho da London Eye e do Big Ben.

st paul - millenium bridge - londres - pontos turísticosshard, londres, rio thamisa, pontos turisticos

6. Almoçar ou jantar nos bistrôs da região

Outro aspecto que eu adoro sobre o museu Tate Modern é  o fato de que nos seus arredores há ótimas padarias e restaurantes. Se você quiser tomar um café, almoçar ou jantar nos arredores do museu após o seu passeio, confira abaixo algumas opções:

  • Carluccio’s – Uma rede de comida italiana com ótimos pratos de massa e pizza
  • Capricci – Pratos típicos da Itália em um ambiente pequeno e aconchegante
  • Paul Bakery – Experimente doces, pães e salgados franceses
  • Gail’s Bakery – Uma padaria com ótimas opções de doces, salgados, café e brunch
  • Vapiano – Um ótimo lugar para comer massas, pizzas, risotos ou saladas
  • Leon – Fastfood de comida saudável
  • Itsu – Fastfood de sushi e outros pratos japoneses
  • Wagamama – Um restaurante com boas opções de pratos da culinária japonesa

7. Fazer compras na loja do museu

Se você quiser levar para casa uma lembrança da visita ao museu, vale a pena passar na loja do Tate Modern. Caso o passeio tenha inspirado você a aprender mais sobre arte, não deixe de conferir as inúmeras opções de livros sobre o tema. Você também pode comprar peças de louça, camisetas e bolsas com estampas criadas em colaboração com artistas. Cartões postais e posters também são boas opções de souvenires.

Espero que esse post tenha inspirado você a visitar o Tate Modern, o museu de arte moderna internacional da capital inglesa. Sem dúvida, um passeio que entretêm e ainda ensina. Você já foi no Tate Modern? Me conte o que achou do museu nos comentários.

Leia mais:

Descubra o bairro Little Venice em Londres

Passeio de um dia até a praia de Brighton

Kew Gardens: o jardim botânico de Londres

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.