América Cusco Destinos Peru Roteiros de Viagem

Roteiro completo em Cusco visitando templos e fortalezas Incas

Capital do antigo Império Inca, a cidade peruana de Cusco é rica em história e tradição. Afinal, serviu como centro administrativo, militar e social do maior império da América Latina no século 13. Cercada pelas montanhas imponentes do Vale Sagrado, na região dos Andes, as construções colonias e o legado Inca estão entre as suas principais atrações. Situada a 3.400 metros acima do nível do mar, a cidade é famosa pelas lhamas, pela população indígena com as suas roupas coloridas, pela comida deliciosa, pela salsa, pelos museus de arte e história e pelo legado dos Incas e dos conquistadores espanhóis.

Eu cheguei em Cusco achando que veria apenas a famosa Plaza de Armas, mas logo descobri que há muito lugares incríveis para visitar nos arredores da cidade. Em um tour de um dia visitei o Templo do Sol,  a fortaleza Sacsayhuamán, o aqueduto Tombomachay, a fortaleza Puka Pukara e o Templo Kenko. Quando você planejar a sua viagem para o Peru, além de Machu Picchu, reserve um tempo para conhecer o incrível Vale Sagrado dos Incas e o Lago Titicaca. Confira abaixo o meu roteiro completo em Cusco com muitas dicas e fotos.

Plaza de Armas de Cusco

Situada no coração de Cusco, a Plaza de Armas é a sua atração mais conhecida. Um ponto de encontro para moradores e turistas, a praça também é palco de festivais e cerimônias religiosas ao longo do ano. Destaque para a Catedral de Cusco e o Templo de la Compañía de Jesús, obras no estilo colonial datadas do século 16. Nos arredores da Plaza há inúmeras opções de restaurantes, lojas e bares. Vale a pena voltar lá no fim do dia para curtir os drinks tradicionais como o Pisco Sour e as festas regadas a salsa.

Plaza de Armas de Cusco - Peru - Pontos TurísticosPlaza de Armas de Cusco - Peru - Pontos Turísticos Plaza de Armas de Cusco - Peru - Pontos TurísticosPlaza de Armas de Cusco - Peru - Pontos Turísticos

Tour completo por Cusco e arredores

1. Templo do Sol – Coricancha

Localizado no coração de Cusco, o antigo Templo do Sol, também conhecido como  Coricancha, foi o templo mais importante do Império Inca. Construído por volta do século 15 sob o comando do imperador Pachacuti, a sua estrutura consistia no encaixe perfeito de pedras polidas sem a utilização de qualquer material para mantê-las unidas. No século 16 os espanhóis invadiram a região destruindo o templo e construindo o Convento e a Igreja de Santo Domingo no seu lugar.

No entanto, eles utilizaram a base do templo para construir a igreja e por isso ainda hoje é possível ver a obra impressionante dos Incas. Esse é um dos pontos altos da visita a Coricancha, pois a igreja foi destruída em dois terremotos, mas a obra dos Incas segue intacta. Isso revela como o Império Inca era avançado para a sua época utilizando técnicas de construção sofisticas e eficientes. Essa mesma estrutura foi encontrada posteriormente em outras áreas da América Latina, revelando o poder desse império.

coricancha - templo do sol - cusco - perucoricancha - templo do sol - cusco - peru coricancha - templo do sol - cusco - peru coricancha - templo do sol - cusco - peru coricancha - templo do sol - cusco - peru

2. Sacsayhuamán

Localizada na região metropolitana de Cusco,  a antiga fortaleza de Sacsayhuamán foi construída por volta do século 13 para proteger a cidade de invasores. Posteriormente, com a chegada dos colonizadores espanhóis, boa parte dos muros feitos de pedras encaixadas foram destruídos. Além de conferir de perto mais uma vez a sofisticação das construções Incas, o legal dessa visita é poder admirar uma vista panorâmica incrível da cidade de Cusco.

 Sacsayhuamán - cusco - peru - dicas de viagem  Sacsayhuamán - cusco - peru - dicas de viagem  Sacsayhuamán - cusco - peru - dicas de viagem  Sacsayhuamán - cusco - peru - dicas de viagem Sacsayhuamán - cusco - peru - dicas de viagem

3. Tambomachay

Localizado nas proximidades de Cusco, Tombomachay, que significa lugar de descanso, é um conjunto de aquedutos, canais e cascatas de água que percorrem uma estrutura de rochas. Em espanhol esse sítio arqueológico também é conhecido como “El  Baño del Inca”, o que combina bem com a teoria de que o lugar teria servido como um spa para a elite Inca. Outra teoria acredita que o local também pudesse servir como base militar para proteger a entrada de Cusco. Apesar da importância social e histórica de Tambomachay, da perspective de um turista foi a atração menos interessante. A boa notícia é que nossa parada por lá foi bem rápida, apenas para constar mesmo.

 

Tambomachay - cusco - peru - dicas de viagem

4. Puka Pukara (Puca Pucara)

Um dos lugares que eu mais gostei de visitar durante esse tour pelos arredores de Cusco foi Puka Pukara, uma antiga fortaleza com uma vista privilegiada do Vale Sagrado e dos Andes. Eu ainda lembro bem das belas e imponentes montanhas nos mais variados tons de verde, criando um cenário de tirar o fôlego. É uma pena que as fotos não façam justiça. Também conhecida como Fortaleza Vermelha, pela cor que deviam ter as pedras no passado, o local servia como base militar e centro administrativo da região de Cusco. Ruínas de canais, praças, fontes e aposentos levam a acreditar que o local também pode ter servido como um destino de descanso para a nobreza Inca.

Puka Pukara - cusco - peru - dicas de viagem Puka Pukara - cusco - peru - dicas de viagemPuka Pukara - cusco - peru - dicas de viagemPuka Pukara - cusco - peru - dicas de viagem

5. Kenko

Já no final do dia, a penúltima parada do tour foi em Kenko, um templo do Império Inca dedicado à adoração dos deuses. O que chama mais a atenção no local é a presença de um anfiteatro e de galerias subterrâneas. Kenko na língua indígena quíchua significa labirinto, o que sem dúvida define bem esse lugar.

kenko - cusco - peru - turismo

6. Show no Centro Qosqo de Arte Nativo do Peru

Fechamos o tour com chave de ouro assistindo a uma apresentação bem bonita de música e dança tradicional peruana.

Como contratar o passeio em Cusco?

As agências locais organizam esse passeio pegando você no hotel ou marcando um pouco de encontro no centro da cidade. Pergunte no seu hotel se eles tem alguma agência ou guia parceiro para recomendar. Se eles não tiverem, visite as inúmeras agências localizadas no centro da cidade, pois todas oferecem tours similares. Eu fechei o meu pacote com um agente que me abordou no aeroporto mesmo. A visita começa no Templo do Sol, que fica em Cusco, e depois segue de ônibus parando em diversos sítios arqueológicos da região.

Quanto tempo é necessário para conhecer Cusco?

O ideal é ficar 3 dias inteiros, mais o dia de chegada e o de partida. É importante reservar algumas horas no dia da chegada para se acostumar com altitude. Os locais recomendam que não fazer muito esforço físico e não comer alimentos pesados. Depois da adaptação, o primeiro dia pode ser para conhecer a cidade de Cusco e visitar os seus museus, o segundo dia para fazer o passeio narrado nesse post e o terceiro dia para fazer o tour pelo Vale Sagrado dos Incas.

Leia também:

Roteiro de três dias na incrível Capadócia | Turquia

10 pontos turísticos imperdíveis em Sevilha | Explorando a Andaluzia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.